sexta-feira, 19 de agosto de 2016

sexta-feira, 17 de junho de 2016

MAIS ESTRANHA

Quero ir embora. (Estou cansada, de tudo isso aqui)
Perdi a esperança!  
De que ainda vamos,  aprender o que é amar (2 x)

Tantas brigas, confusões...



Mas, quero ficar aqui

Ainda tenho esperança de que um dia isso vai melhorar

As pessoas vão se entender , vão aprender a amar.

Cansada dessas brigas.
Sobre Cor e etnia:
Pretos, brancos, amarelos, índios... 

Sobre sexo:
Homens x mulheres,  mulheres, estupros, pedofilia,
héteros, gays, lésbicas, trans, bi e histeria. 

Sobre religião:
Deus sol, lua, terra, água, mar,
o Criador, a criatura.
QUEM É O MELHOR? Ahhhh, "vá!" Para com isso!!


Sobre o partido que parte desde o princípio, que dividi, separa, compete, derruba e mata.

Sobre Dinheiro, status, beleza, ascensão, competição, carrão e haja 'ão...

Nem a ARTE escapa.

Quero amooooor!

Será que é mesmo tão difícil a humanidade se amar, se respeitar,v se aceitar com suas particularidades?

Somos muito parecidos, mas cada um é ÚNICO.

Quando criticamos o que é diferente. 
Contradizemos um desejo que nos é peculiar: de sermos únicos, especiais. 

Chega de bate boca e agressões.

Quero experimentar a utopia cantada desde os anos sessenta:

"Imagine all The people living life in peace!"

Quero boas notícias!

Se não é pra ter.

Foto meramente ilustrativa - Foto, bastidores do Teatro Sesc Iracema, Peça: DE SUCUPIRA A ASA BRANCA - Uma Sátira Brasileira (09/12/2015) - Adaptado e Dirigida  pelo professor e diretor teatral: Fernando Lira - Projeto PREAMAR - PORTO IRACEMA das Artes - Trabalho em equipe de Sonoplastia ao vivo para o espetáculo. Sob direção de Ayrton Pessoa/Bob.
Quero ir...

A ESTRANHA

Eu leio almas.

Sim. Sempre. Em todo lugar.

Algumas saltam tão fortemente que me agonizam.

Às vezes tenho vontade de não le-las... para dizer a verdade mesmo, eu preferia não lê-las; deixar 
passar despercebido. Mas, algumas saltam, pulam, se agigantam.

Ai, como as vezes eu não queria ve-las...

É algo que não se pode dizer, muito menos explicar.
Tem gentes estranhas... assim como eu...

Outras, são gentes que não dá pra ficar perto. Mesmo com muito esforço. porque sufocam, pesam os ombros...



Gentessss!

Me afasto.

Silencio...

quarta-feira, 25 de maio de 2016

MAIO - LUAR DO PREÁ

"Nem sempre quando a luz se apaga,
vem com ela a escuridão.
Meu desejo nesse momento
à você que está atento
é homengear a lua em toda sua imensidão
que com brilho tão intenso
enternece meu coração

Não sou poetiza de profissão,
apenas me deixo encantar
Pela arte da natureza
que a mim vem deslumbrar

Por isso, peço logo a vocês
que me conceda perdão
Pela audácia em usar rimas
sem ter para isso instrução e pelas falhas que terei
Por conta da emoção

Não sei contar as sílabas nem os versos combinar
Pode até ser, não tenho certeza.
Que você venha gostar
Mas, quero mesmo continuar
Da lua tão linda falar

Há um brilho intenso dourado
Antes do anoitecer
Pra não morrermos de medo,
Nem nos embrutecer
A noite amiga e bondosa
Que a todos vem embalar
Mesmo pra'quele que não faz por merecer

Ela nos surpreende
com o céu belo a nos encantar
Me hipnotiza por horas
fico ali, a lhe fitar
tentando compreender,
e me deixando envolver
com o mistério que é o alvorecer

Me sinto como criança
Olhando sem me cansar para o céu todo estrelado
e como ele beija o mar
Sem nem por isso enjoar
Como é lindo o meu sertão,
Como é lindo o meu Preá
Que me trás no mês de maio esse tão lindo LUAR..."

segunda-feira, 25 de abril de 2016

TAKE ME JUST AS I AM

Baby, here I am
Take me, take me just as I am
Baby, here I am
Take me, take me just as I am

I may not be rich
Got diamond [Incomprehensible] and gold
But I got something brother
Bound to satisfy your soul

Babe, here I am
Take me, take me just as I am

Don't look for no princess
'Cause princesses don't have a thing
Nothing they can do for you
But reach for what you bring

Babe, here I am
Take me, take me just as I am

Hey, but, but, but
But, but, but

I am soul sister with nothing to know how, now
I know to make a liver quiver
And I know how to make a love come down
I can make you wanna need this time

Baby, bring the thing home
Baby, bring the thing home

Baby, bring your good thing home
Baby, bring your good thing home
Baby, bring your good thing home
Baby, bring your good thing home

Baby, bring your good thing home
Baby, bring your good thing home
Baby, bring your good thing home
Baby, bring your good thing home

 This song wa

 Copyright with Lyrics © Warner/chappell Music, Inc..

 Written by Brown, James.

quinta-feira, 31 de março de 2016

DESCONECTAR

Presumo que chegará um momento em que me desligarei de tudo.

Tem dias, como hoje
Que nada parece ter sentido.
De que nada tem a devida importância que damos.

Parece ser impossível descobrir o real sentido de tudo.

Também não acho ter sentido só comer, beber, caminhar a esmo, dormir, acordar e...
repetir, repetir e repetir.

Não faz sentido nem refletir...

É insano viver...

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

FAZER ALGUÉM FELIZ

Não existe coisa melhor nessa vida do que proporcionar felicidade a alguém.

Não importa como.

Na maioria das vezes são pequenos gestos, atitudes simples já são suficientes para afagar o coração de alguém.

E essa sensação proporcionada ao outro, volta nos inundando de alegria, bem estar que nos deixam leves.

Faça o bem! 💓

domingo, 8 de fevereiro de 2015

RAP MULHER

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rap
Origens estilísticasHip hop
R&B
Contexto culturalEstados Unidos
Instrumentos típicosVocaisteclado electrónico
PopularidadeEstilo musical originário desde os anos 1970.
Rap (em inglês, também conhecido como emceeing) é um discurso rítmico com rimas e poesias, que surgiu no final do século XXentre as comunidades negras dos Estados Unidos. É um dos cinco pilares fundamentais da cultura hip hop, de modo que se chamemetonimicamente (e de forma imprecisa) hip hop.
Pode ser interpretado a capella bem como com um som musical de fundo, chamado beatbox. Os cantores de rap são conhecidos como rappers ou MCs, abreviatura para mestre de cerimônias."

RAP MULHER
Letra e Beat de Adna Oliveira

(Trabalho inciado durante a Oficina de Hip Hop, m inistrada por: Erivan Produtos Do Morro, que também gravou e mixou - RAP MULHER - que é mais uma música para o CD DA PRODUTOS DO MORRO - ESCOLA DE BEAT & RIMA - Projeto aprovado pelo primeiro edital de Residência e intercâmbio da Secultfor FortalezaVila Das Artes )


TAV’ENCOSTADA
NUM CANTO QUALQUER.
PENSANDO COMO É A VIDA DA MULHER
UMAS RALAM EM VÁRIAS JORNADAS.
OUTRAS ESTÃO / POR AÍ JOGADAS
E A TV / COM A SUA NOVELA
NÃO CANSA DE TENTAR’ / MANOBRAR A FAVELA

VEM COM ESSA: DE PERIGUETE
DE EMPREGUETE QUE VIRA CHACRETE??!!!
SÓ TE EMBURRECE / TE METE ESSA.
SE LIGA NA IDEIA / E SAIA DESSA
DEPOIS, ELA MESMA / TE CONDENA.
VOCÊ NEM NOTA / SE ALIENA!  (“CÊ NUM TÁ VENDO??)

JÁ DIZIA O PENSADOR, VÊ SE LIGA NA PARADA:
“ - ...ATÉ QUANDO VOCÊ VAI FICAR LEVANDO PORRADA?”

MULHERES FORTES
SEGURAM O BATENTE
MULHERES GUERREIRAS
SÃO COMPETENTES... (repete)

TRISTE ENREDO / UMA ESTUPIDEZ
VOCÊ TÃO CEDO / COM UMA GRAVIDEZ
CUIDE DE SUA MENTE / NÃO CAIA NA CILADA
ESTUDE SE INFORME / E FIQUE PREPARADA
MESMO QUE A PORTA / PAREÇA FECHADA
A LUTA É ESSA / TEM QUE CONTINUAR
META SUA CARA / NÃO FIQUE PARADA
E O PRECONCEITO / VAI TER QUE ACABAR
  
“SE TU SE LIGAR” / E DESENVOLVER
VOU TE CONTAR UMAS HISTÓRIAS / SÓ PRA VOCÊ VÊ
DO SUBÚRBIO DA BAHIA / ILHA DA MARÉ
EXEMPLOS VOCÊ TEM / PODE BOTAR FÉ
DAS MULHERES QUILOMBOLAS QUE VIVEM A PESCAR
DO PARÁ AS QUEBRADEIRAS / O CÔCO A QUEBRAR
DE JOANA D’ARC / A RAQUEL DE QUEIROZ
A JUIZA NEGRA REPRESENTA NOSSA VOZZZ...

MULHERES FORTES
SEGURAM O BATENTE
MULHERES GUERREIRAS
SÃO COMPETENTES... (repete)

NEM TODA BRASILEIRA É BUNDA!!!!,
NEM TODA BRASILEIRA É BUNDA!!!
NEM TODA BRASILEIRA É BUNDA!
NEM TODA BRASILEIRA É BUNDA!

“você decide ser o SER que você é!”

Clic e ouça - Clique aqui e ouça

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

EBULIÇÃO

Tá me paralisando, tá me paralisando, tá me paralisandooooooo!!


Ideias... e ideia nenhuma
Mente efervescente, ebuliçãooooooo
taquicardia, confusão...

My soul... Lost! 


Lances e relances a mil!

Frenesi...
de cara.

quase infantil

Acalmar, concentrar, criar, realizaaaaaar...


Eu querooooooooo!!!

Eu precisooooo!!

Quero encontrar minha PAZ

Só assim encontro PAZ, 
Só a arte me faz VIVAZ!

Criar, recriar me satisfaz!


Deixem-me criar

soltar as amarras


Sem ler, não escrevo, não crio, morro de agonia

Tristeza... Arbitrário 
não rio...

Inquieta, pareço quieta!
Tento alcançar minha meta

Desse jeito!
Tô mais pra pateta, querendo ser poeta...

Desse jeito!
Tô mais pra pateta, querendo dar uma de poeta...


domingo, 7 de julho de 2013

FLASH'S DE UM DOMINGO QUALQUER

A morte, talvez não tenha nada a dizer para aquele a quem ela acolhe. Sei lá!


Mas, com certeza todos os que ficam tem sempre algo a dizer sobre ela...


____________________________________________________________

Somente os fracos, soltam piadinhas, fagulhas, indiretas...
Aos fortes restam o poder se esforçar em não ferir, magoar seja quem for...


Buscar a melhor frase, a palavra mais a mena, o momento menos caloroso afim, de haver apenas entendimento, compreensão... Mesmo, que não lhe entendam ou o interprete assim...


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------



"Qualquer amor já é um pouquinho de saúde...

...Qualquer amor que vem
desse vagabundo e bobo
coração atrapalhado
procurando o endereço
de outro coração fechado...

... qualquer amor já é
um pouquinho de saúde
um descanso na loucura"

Lenine -